Bolsonaro é o novo presidente do Brasil


Após tomar posse no dia 1º de janeiro de 2019,
Bolsonaro será o chefe do governo federal e o representante máximo do Estado brasileiro. O PSL, sigla a qual está filiado, elegeu a segunda maior bancada da Câmara, com 52 cadeiras. O presidente eleito em segundo turno, derrotando o ex-prefeito de São Paulo Fernando Haddad, causou polêmica durante a campanha com posicionamentos considerados duros e extremistas pelos adversários, mas também propôs medidas que poderá adotar nos próximos anos. Entre elas estão à volta das aulas de Educação Moral e Cívica e OSPB nas escolas; expansão das escolas militares por meio de convênios; dar aos policiais o “Excludente de ilicitude” - que valoriza o agente de segurança pública que em confronto direto matar traficantes, assassinos e ladrões, por exemplo, recebe condecoração e não processo; fusão e extinção de ministérios; Imposto de Renda com alíquota única de 20%; demarcação imediata de terras indígenas; revogação do Estatuto da Criança e do Adolescente (ECA); promoção da redução da maioridade penal; redução das cotas nas universidades e concursos e flexibilização da lei para porte arma. Jair Bolsonaro ainda pretende reduzir a dívida pública em 20% mediante privatizações, concessões e venda de propriedades da União; criar um sistema paralelo de aposentadoria por capitalização, deixar de apoiar ditaduras assassinas e aproximar-se das democracias importantes como EUA, Israel e Itália, além de aprofundar integração com todos os países latino-americanos que estejam livres de sistemas políticos opressores.

fonte: ~

<< ver outros artigos



RUA DOUTOR EURICO RANGEL, 58   TEL: 5093-9664 / 5049-0442   CEP 04602-060