São Paulo, 15 de Abril de 2017

Ministros de Estado, UGT e SindimotoSP reúnem-se em São Paulo


O SindimotoSP participou no dia 05/08, na sede da UGT, de reunião com os ministros Miguel Rossetto da Secretaria-Geral da Presidência da República e Carlos Gabas da Previdência Social. No encontro, o presidente do sindicato dos motociclistas profissionais, Gilberto Almeida dos Santos, o Gil, solicitou as autoridades incentivos em âmbito federal para a regulamentação das atividades de motofrete e mototaxi. Ricardo Patah, presidente da UGT, promoveu o encontro e reforçou o pedido.

As presenças das autoridades foi mais uma oportunidade do SindimotoSP apresentar o trabalho desenvolvido frente à categoria do motofrete no estado de São Paulo. Eles reconheceram o empenho do sindicato e pleitearão maior aproximação do governo federal na criação de agenda positiva de trabalho para dar continuidade ao Grupo de Trabalho criado ano passado pelo ex-ministro Gilberto Carvalho, além de trazerem mais benefícios para o setor que emprega, só na capital de São Paulo, cerca de 220 mil profissionais.

SindimotoSP irá à Brasília para reivindicar benefícios para toda categoria
Como representante da categoria, o sindicato estará em Brasília para discutir em grupo de trabalho as necessidades urgentes da categoria. Estarão nas reuniões os ministérios do Trabalho, da Previdência, das Cidades, da Saúde, além da Secretaria-Geral da Presidência da República.

São Paulo é referência no Brasil quando se fala em motofrete e redução de acidentes

O SindimotoSP entende que a regulamentação é a maior contribuição para diminuição dos acidentes envolvendo motociclistas profissionais. O uso dos equipamentos de segurança, a qualificação do setor através do curso obrigatório do Contran, campanhas educativas e outras ações, padronizam e qualificam o setor. O sindicato apóia, também, a Década de Ação pelo Trânsito Seguro 2011-2020 da ONU. A normatização das vias de trânsito para uso de motocicleta também é uma grande medida para redução dos acidentes e um ponto de defesa do SindimotoSP.

Em ofício entregue aos ministros, SindimotoSP cria agenda positiva de trabalho com as seguintes reivindicações:

1. Linha exclusiva de financiamento federal para motofretistas com juros reduzidos para compra de moto zero padrão motofrete e equipamentos de segurança;
2. Normatização, regulamentação e sinalização de faixas de segurança em âmbito federal;
3. Parceria com o governo federal na qualificação dos motofretistas para realização de mais cursos 30 Horas do Contran gratuitos, além da criação da modalidade Ensino à Distância (EAD);
4. Campanhas de orientação para criação de leis que incentivem a regulamentação nos municípios brasileiros que possuem motofrete ou mototaxi;
5. Implantação do Programa de Proteção ao Motociclista – PPM – para contribuição da redução de acidentes, auxiliando assim a campanha Década de Segurança 2011-2020 da ONU.
6. Intervenção imediata da Secretaria-Geral da Presidência da República no sentido de pedir agilização da parte do Ministério do Trabalho para derrubar as liminares que estão impedindo os trabalhadores da Abir, Confenar (AMBEV) e Empresas de Logística da Distribuição, receberem a periculosidade


fonte: Imprensa Jornal a Voz do Motoboy

<< ver outros artigos