São Paulo, 15 de Abril de 2017

Motofretistas comparecem em peso na sede do SindimotoSP e dirigem-se para à Avenida Paulista em protesto pacífico contra PL 4330


Centenas de motociclistas saíram da sede do SindimotoSP, no Brooklin Novo, rumo à Avenida Paulista para juntar-se a outros trabalhadores de várias categorias e participar do Dia de Paralisação Geral que aconteceu em todo Brasil. Outras dezenas de motofretistas se juntaram no decorrer do caminho.

Em conjunto com outros sindicatos, várias centrais sindicais e movimentos populares, o SindimotoSP fez história e contribuiu na defesa dos direitos dos trabalhadores do setor de motofrete.

O PL 4330, a terceirização, a corrupção e outros assuntos que afetam diretamente a vida dos profissionais do setor foram alguns dos motivos que levaram o sindicato dos motoboys de São Paulo, presidido pelo companheiro Gil, estar nas ruas reivindicando os direitos trabalhistas que estão sendo “roubados”.

A intenção foi sensibilizar o poder público federal para não cortar os direitos dos trabalhadores. O SindimotoSP nesse ato juntou forças com a UGT e outras centrais sindicais em defesa dos direitos dos trabalhadores.


fonte: Imprensa Jornal a Voz do Motoboy

<< ver outros artigos