São Paulo, 16 de Abril de 2017

Acidentes de trânsito com motos triplicaram no Brasil


Dados são do estudo Retrato da Segurança Viária no Brasil que concluiu das 43.075 mortes no trânsito ocorridas no Brasil em 2013, 12.040 foram motociclistas ou passageiros de motos, mais de três vezes os mortos em 2002, quando 3.773 perderam a vida. Já o número de feridos em acidentes com moto no mesmo período saltou de 21.692 para 88.682. Os números não se baseiam no total absoluto registrado no país e apontam que os motociclistas representaram 37% das mortes e 56% dos feridos nos acidentes.

"Retrato..." também concluiu que entre 2002 a 2013, os acidentes com motos passaram a ser a principal causa de morte do país quando o motivo refere-se a acidente de trânsito e que regiões mais pobres tiveram mais feridos e mortos por acidentes de moto. Até o presente momento, nenhum outro estudo mostrou redução ou mudança nesse quadro.

Alguns dados do estudo mostraram que o uso de capacete reduz o risco de morte em acidentes com motos em 40%, os motociclistas são 37% dos mortos e 56% dos feridos em acidentes do trânsito brasileiro, em 2013 país tenha gastado R$ 16,9 bilhões com os acidentes de trânsito, na região Nordeste, 49% das vítimas mortas em acidentes de trânsito estavam em motos, o percentual de adultos que admitem beber e dirigir nas capitais do país teve queda de 16% e ao todo, 191 mil vítimas de acidentes precisaram ser internadas por mais de 24 horas após colisões ou atropelamentos.

fonte: Imprensa Jornal a Voz do Motoboy

<< ver outros artigos