São Paulo, 15 de Abril de 2017

Ministérios do Trabalho e da Previdência agora são um que terá como ministro Miguel Rossetto


Com a reforma ministerial, o Ministério do Trabalho e da Previdência voltaram a ser unificados e estarão sob o comando de Miguel Rossetto que deixa a Secretaria-Geral da Presidência que, agora, passará a ter duas secretarias nacionais em vez de uma executiva. A Secretaria de Trabalho será ocupada por José Lopez Feijóo, ex-assessor especial da Secretaria-Geral, e a Secretaria da Previdência por Carlos Gabas, ex-ministro da Previdência.

SindimotoSP foi convidado para participar de reuniões em Brasília

Como representante da categoria, o sindicato estará em Brasília para discutir em grupo de trabalho as necessidades urgentes da categoria. Estarão nas reuniões os ministérios do Trabalho, da Previdência, das Cidades, da Saúde, além da Secretaria-Geral da Presidência da República.



O novo secretário de Trabalho José Lopez Feijóo já havia recebido o SindimotoSP em Brasília, no Palácio da Alvorada

Na ocasião, o SindimotoSP tratou com Feijóo assuntos importantes para a categoria. Entre eles, a retomada da continuidade das reuniões do Grupo de Trabalho Federal que envolve vários ministérios e uma agenda positiva que buscam soluções para o setor de motofrete de São Paulo, considerado o maior do País.

Com isso, o governo federal acenou positivamente a continuidade da execução dos outros itens da pauta, melhorando o exercício da profissão pelos motofretistas. O grupo de trabalho formado tem sindicatos de motofrete e centrais sindicais de todo Brasil, além da participação do Ministério das Cidades / Denatran – Contran e Ministério da Previdência Social, além de outras secretarias e órgãos públicos federais.

O grupo de trabalho, que dará andamento as reivindicações, também é formado pelas centrais sindicais UGT, CUT, CSB, NCST, CTB e Força Sindical.


As outras reivindicações feitas pelo SindimotoSP nesse grupo de trabalho são:

• Linha exclusiva de financiamento federal para motofretistas
• Parceria para realização de cursos 30 Horas do Contran gratuitos
• Campanhas para regulamentação do setor nos municípios brasileiros
• Implantação do PPM – Programa de Proteção ao Motociclista.


fonte: Imprensa Jornal a Voz do Motoboy

<< ver outros artigos