São Paulo, 16 de Abril de 2017

Governador Alckmin recebe SindimotoSP no Palácio dos Bandeirantes


Na primeira semana de agosto, o SindimotoSP representado pelo presidente Gil, esteve com o Governador Geraldo Alckmin para reivindicar melhorias para o setor de motofrete e mototaxi para aprimorar os serviços prestados através de qualificação profissional, bem como um programa de padronização estadual para minimizar acidentes. Também foi solicitado mais cursos gratuitos do Contran, incentivo da regulamentação, desburocratização da legislação municipal e facilitação da linha de financiamento para aquisição de motos padronizadas, além da representatividade sindical na cidade de São Paulo.

Via Banco do Povo Paulista (BPP), o governador já liberou recursos para compra de moto zero padrão motofrete, mas, o SindimotoSP quer ampliação devida baixa inadimplência dos motofretistas, que veem nesse empréstimo com juros abaixo do mercado uma excelente forma de comprar motos mais modernas e seguras. A gestão de Alckmin também já ajudou a categoria do motofrete com liberação de mais de 30 mil vagas gratuitas para o Curso 30 Horas Contran, seminários para incentivar a regulamentação em todo estado, entre outras ações. Inclusive, o governador também vetou a "Lei da Garupa", que proibiria levar passageiro em alguns horários.

No evento, Gil aproveitou para alertar o governador sobre o excessivo volume de blitz para motocicletas e sugeriu que campanhas de educação no trânsito, de regularização de documentos e uso de equipamentos de segurança sejam produzidos para reduzir acidentes e servir de alerta para que motociclistas andem com documentação em dia.

Por uma agenda positiva para o setor, o presidente Gil reivindicou:

• Renovação de Cursos 30 horas do Contran grátis.
• Representação sindical do município de São Paulo.
• Incentivo à regulamentação do motofrete nos municípios.
• Facilitação da lei municipal para motofrete e mototaxi.
• Ampliação da linha de financiamento via Banco do Povo Paulista.
• Programa de padronização das categorias profissionais do setor através da linha de financiamento com taxas de juros subsidiado pelo governo estadual, a exemplo do Banco do Povo Paulista com juros de 0,35% ao mês.

fonte: Imprensa Jornal a Voz do Motoboy

<< ver outros artigos